Dicas de Pilotagem Rc

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Dicas de Pilotagem Rc

Mensagem  Julierme em Dom Jan 22, 2012 7:57 am

(Fonte: Basics of Radio Control – SIG Mfg. Co.) traduzido pôr Paulo Santoro

Espere pelas condições adequadas de tempo

Todo aeromodelista é naturalmente ansioso por ver sua criação voando. Afinal seu aeromodelo foi construído para isto. Entretanto, más condições meteorológicas podem facilmente estragar todo o divertimento. Vento forte torna as tarefas de trimagem e de controle do vôo difíceis até para os pilotos mais experientes. Seja paciente e espere até que a velocidade dos ventos não ultrapasse 5 mph (aproximadamente 8 km/h). Tente também voar com o sol atrás de si, de modo que você não precise brigar com ele durante o vôo. Muitos aeromodelistas iniciantes não dão importância ao sol – até a hora em que voam em direção a ele pela primeira vez e simplesmente param de enxergar o modelo.

Procure o apoio de um piloto experiente

É muito comum um piloto novato derrubar seu avião sem ao menos conseguir entender o que aconteceu de errado. AEROMODELISMO NÃO É UM HOBBY SIMPLES e o auxílio dos pilotos mais experientes pode significar a diferença entre o sucesso e o fracasso. A maioria dos clubes possui bastante gente experiente que, via de regra, se sentem felizes em auxiliar os iniciantes. Não tenha receios, peça ajuda.

Pratique o taxiamento

“O piloto que não tem o domínio do avião no solo jamais o terá no ar.”
Praticar o táxi em solo ajuda muito a desenvolver o controle sobre os comandos e a conhecer as peculiaridades de cada avião. Simule decolagens, alinhando com o eixo da pista e aplicando todo acelerador por um ou dois segundos e retorne de uma vez só à marcha lenta, concentrando-se em manter o avião alinhado com o eixo da pista. Espere a velocidade diminuir e traga-o então de volta. Embora poucos dêem importância a isso, aprender a controlar o aeromodelo no solo é fundamental para aprender a controlá-lo no ar.

Atenção à decolagem


Decole sempre contra o vento. Durante a decolagem, é bem mais fácil manter o alinhamento se você se posicionar atrás do aeromodelo. Desta forma, a qualquer mudança de direção do aeromodelo, você pode sentir e reagir muito mais rapidamente. Após decolar, aguarde até atingir uma boa altura para então fazer a primeira curva.
O erro mais comum nas decolagens é excesso de comando de bequilha durante a corrida, fazendo o modelo guinar demais para um lado, o que provoca comando contrário, nova guinada para o outro lado, provocando novo comando de volta, e o avião acaba dançando de um lado para o outro até ficar incontrolável. Se você sentir qualquer coisa errada na corrida, corte imediatamente o acelerador, aguarde o modelo perder velocidade e então comece a dar comando de bequilha e taxiar de volta para recomeçar a decolagem corretamente. Lembre-se do item anterior – pratique o taxiamento. NUNCA TENTE PROSSEGUIR UMA DECOLAGEM QUE COMEÇOU COM ALGO ERRADO – OS DANOS CAUSADOS POR UMA QUEDA SERÃO SEMPRE MUITO PIORES DO QUE QUALQUER COISA QUE POSSA ACONTECER COM SEU AEROMODELO EM SOLO.

Vôo nivelado

A primeira coisa que qualquer piloto deve aprender a dominar é, obrigatoriamente, o vôo reto e nivelado, ou seja, a condição de vôo em que o avião não perde nem ganha altura, as asas permanecem niveladas e a trajetória não se desvia para a direita ou para a esquerda. Perceba que isto não é tão fácil quanto parece. Aprenda a trimar corretamente o seu aeromodelo. A trimagem correta é aquela que produz o vôo reto e nivelado a meio motor (ou um pouco mais, dependendo do avião). Mesmo trimado corretamente, fatores como vento e correntes de ar ascendentes (térmicas) podem afetar o vôo reto e nivelado. Aprenda a dar sutis comandos que compensem estes fatores e mantenham o vôo reto e nivelado. Conforme o combustível vai se consumindo torna-se necessário efetuar correções de trimagem, devido às alterações de peso e CG. Aprenda a sentir seu aeromodelo. Trimar e manter trimado um modelo é uma tarefa importante na formação de um bom piloto, embora seja comum iniciantes não darem a devida atenção a seu aprendizado.

Aprenda a fazer curvas suaves, sem perder altura


Curvas de baixa inclinação de asas (“bank” de 15 a 20 graus) e sem perda de altura devem sempre ser treinadas e são uma característica dos bons pilotos. Curvas de baixa inclinação de asas, ou pouco “bank”, exigem bastante antecipação e cálculo por parte do piloto para que a curva não termine com o avião num local bem diferente do planejado. Além disso, todo avião necessita um pouco de cabragem durante a curva para que o nariz não caia e para não perder altura.
Ao contrário do que parece, a curva sem perda ou ganho de altura e de baixa inclinação de asas não é uma manobra fácil, sendo raras as execuções que terminem com o modelo nivelado e voando reto sobre o eixo da pista. Procure treinar sempre esta manobra tão importante que, sutil, exige mais domínio sobre o modelo do que até mesmo algumas manobras acrobáticas.

Seja disciplinado para se tornar um bom piloto

UM BOM PILOTO SEMPRE VOA DE UMA MANEIRA SEGURA E PREVISÍVEL!
Não voe aleatoriamente pelo céu, sem um objetivo – aprenda a fazer o aeromodelo ir exatamente onde você quer que ele vá. Tente voar paralelo ao eixo da pista, fazer a curva e então retornar paralelo ao eixo da pista novamente, adotando um padrão de vôo bem definido. Se você quiser voar em círculos ou em “oito”, tudo bem, sem problemas, porém você deve ter previamente definido em sua mente exatamente cada ponto pelo qual o aeromodelo deverá passar durante o tempo todo. Tenha controle sobre o vôo. Não fique se virando para lá e para cá, o avião é que deve se movimentar, não você. “VOE SEU AEROMODELO, NÃO DEIXE ELE VOAR VOCÊ.”

Alguns aeromodelistas nunca aprendem isto – deixam o avião voar para qualquer direção até tornar-se necessário fazer uma manobra brusca para trazê-lo de volta e assim sucessivamente. Eles não estão no comando do aeromodelo, ao contrário, o aeromodelo os está obrigando a dar os comandos.

“DOMINE SEU AEROMODELO, NÃO DEIXE ELE DOMINAR VOCÊ”.

Mantenha isto em mente e você acabará se tornando um bom piloto.

Situações de emergência

A situação de emergência mais comum para um principiante é a desorientação – o piloto não sabe qual o comando correto a ser dado e não há muito tempo disponível para descobrir. Por isso voe sempre a uma altura de “3 erros” do solo de modo que haja tempo para cessar o pânico, soltar os comandos por um instante, colocar a casa em ordem e retomar o comando do aeromodelo.

Outra situação bastante comum é uma parada de motor durante o vôo. Lembre-se que você ainda tem as asas, as superfícies de comando e o rádio continua funcionando. Não entre em pânico e procure dar comandos suaves de modo a evitar o estol ou o descontrole do avião. Na maioria das vezes será possível executar um pouso normal, mesmo que fora da pista. Não se precipite em mergulhar em direção à pista pois isto fará com que a velocidade aumente demais e você acabará pousando longe da mesma maneira. Se o modelo não tiver altitude suficiente para que você o traga de volta à pista, não tem problema, concentre-se em pousar o quão lento possível (sem estolar) e com as asas niveladas, mesmo que no mato – se você mantiver o modelo sob controle, com o trem de pouso para baixo, sem excesso de velocidade, os danos causados ao modelo serão mínimos, se houver danos!

Uma falha de motor na decolagem é uma situação especial que requer ação imediata por parte do piloto. Via de regra a melhor coisa a fazer é baixar o nariz para evitar o estol e pousar na frente. NÃO COMETA O ERRO FATAL DE TENTAR UMA CURVA RÁPIDA NO INTUITO DE VOLTAR! Após a decolagem, o modelo ainda não tem velocidade nem altura suficientes para quase nada. E não esqueça que é sempre melhor andar um pouco para buscar um aeromodelo inteiro do que recolher pedaços “no pé”.

Já as falhas de rádio quase sempre resultam em queda. Mesmo assim você nunca deve desistir de tentar controlar o aeromodelo. Ainda que ele não responda, recue todo o acelerador e mantenha-o nessa posição. Erga o transmissor o mais alto que você puder, de forma a enviar o melhor sinal possível.. Falhas de rádio momentâneas também são comuns, portanto não desista de tentar retomar o controle.

Segurança em primeiro lugar

Pilotar um aeromodelo é, sem dúvida, um passatempo divertido e muito interessante. Entretanto, nesse hobby, como em todo o mais, as coisas nem sempre acontecem como planejamos. A segurança dos espectadores e dos demais pilotos é o que há de mais importante todas as vezes que você estiver voando. Sempre mantenha seu aeromodelo longe das pessoas e do patrimônio alheio, de modo que se ocorrer uma emergência e/ou o avião cair, ninguém seja prejudicado.

Preocupe-se sempre com a segurança, com os outros pilotos, com os espectadores e também com o seu bolso.
avatar
Julierme

Mensagens : 25
Data de inscrição : 25/12/2011
Localização : Ponte Nova Mg

Ver perfil do usuário http://aeroaguia.maisforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum